Dia de Campo com o tema “Sustentabilidade na Cafeicultura”

No dia 29 de agosto a Fundação Hanns R. Neumann do Brasil, o Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé) e a Plataforma Global do Café (GCP),  promoveram um dia de campo com o tema: “Sustentabilidade na Cafeicultura”. Este evento marca o encerramento das aulas do curso de “Produtor Informado”  deste primeiro semestre.

Estiveram presentes cerca de 130 produtores de vários municípios que participam dos projetos da Fundação. O dia de campo possibilitou que os participantes conhecessem de forma dinâmica, cinco estações estrategicamente montadas no campo para que o conhecimento em sustentabilidade fosse compartilhado.

Nessas estações os temas abordados foram:

– Colheita e pós-colheita do café: Inovações para obtenção de cafés de qualidade;

– Adubação do cafeeiro: Nutrição da cultura e produtos organominerais (Bokashi);

– Manejo de pragas e doenças do café: Inovações e alternativas ao uso de produtos fitossanitários;

– Aplicação da Lei Ambiental: APP, recuperação e proteção de nascentes;

– Cafeicultura e Clima: Práticas de adaptação e mitigação às mudanças climáticas.

 

A produtora Maria Ângela Miranda do município de Boa Esperança comentou sua experiência no dia de campo:

“Gostei muito da técnica sobre a secagem do café que eu não conhecia, porque sempre usei a técnica que todo mundo usa na minha região e o que eu aprendi aqui hoje vai agregar, porque a gente tem um resultado muito impreciso quando está secando o café e quando temos um fio condutor no processo o resultado pode ser bem melhor.Achei muito interessante também a técnica do bokashi, porque a gente sente que o solo está empobrecendo e vamos jogando adubo, e a cada ano adubando mais e mais. O que  aumenta os custos e estamos percebendo que o café não está agradecendo, porque  surgem mais doenças.Então para a próxima safra,  aprendemos que voltando o que é da terra para a terra, teremos condições de resgatar algo que deixamos para trás, recuperando o solo e a qualidade do café.”

Parceiros envolvidos

2017-12-05T12:36:38-02:00

 
Fundado em 1999, o CECAFÉ, Conselho dos Exportadores de Café do Brasil, representa e promove ativamente o desenvolvimento do setor exportador de café no âmbito nacional e internacional. A entidade oferece suporte às operações do segmento por meio do intercâmbio de inteligência de dados, ações estratégicas e jurídicas, além de projetos de cidadania e responsabilidade social. Atualmente, possui 139 associados, entre exportadores de café,  produtores, associações e cooperativas no Brasil, correspondendo a 95% de todo o café verde embarcado para 133 países.

A Global Coffee Platform (GCP) é a plataforma multistakeholder de café sustentável que une as partes interessadas em uma abordagem não competitiva, trabalhando rumo a um setor próspero e sustentável.  A GCP coloca em ação a agenda global estabelecida através da iniciativa público-privada, Visão 2020, para finalmente melhorar os meios de vida de comunidades agrícolas e o meio ambiente nas áreas produtivas de café.

Idealizado pelo Cecafé em 2006, o Programa Produtor Informado é voltado para a agricultura familiar, pequenos produtores ou trabalhadores rurais com o objetivo de estimular a inclusão digital para o aprendizado da informática e noções de acesso à Internet como ferramenta para o trabalho no campo e na gestão da propriedade.

Em 2016, em parceria com a Plataforma Global do Café, o Programa foi aprimorado e ampliou sua abrangência direcionando-o à disseminação das boas práticas agrícolas, com ênfase na sustentabilidade. Essa parceria permitiu ao Cecafé firmar parcerias com importantes atores da cafeicultura nacional como: serviços de extensão rural, cooperativas, associações, traders e institutos de pesquisa e ensino.

Ao final do curso, Dias de Campo combinados com formatura dos alunos serão realizados e diversas localidades das principais regiões cafeeiras.

Saiba mais sobre o Cecafé

 

Estatísticas no Produtor Informado

Notícias

2017-12-05T12:21:12-02:00
Ir ao Topo